Vanádio de Maracás: 'Liga Social' reúne ações para estimular desenvolvimento de comunidades


Cultura, Esporte e lazer, Meio ambiente, Educação e Geração de Renda. Esses são os eixos nos quais a Largo Resources |


Vanádio de Maracás aposta para exercer sua parcela de responsabilidade social na

região onde está instalada. As ações, que sempre estiveram presentes na lista de

prioridades da companhia, estão cada vez mais consolidadas e seguem ampliando

seu raio de atuação para além do núcleo de Maracás, formando assim a chamada

“Liga Social” em parceria com lideranças locais.


“Todos os nossos projetos são pensados para a coletividade e baseados no conceito

de sustentabilidade. Então nossa intenção é realizar projetos que sejam capazes de

gerar resultados para o futuro. Queremos deixar um legado”, diz Valéria Rocha

analista de relacionamento com a comunidade.


Uma das pessoas que comemora a parceria é Jalmirêde dos Anjos Correia,

enfermeira e coordenadora do CAPS (Centro de Atenção Psicossocial) de Maracás. A

instituição atende mais de 3.700 pacientes, oriundos dos bairros de Maracaisinho,

Irmã Dulce, Airton Senna, Jiquiriçá, Pé de Serra, Nair Morbeck e Porto Alegre. Graças

ao apoio da companhia, tem sido possível viabilizar campanhas como o Janeiro

Branco, dedicado à saúde mental, e o Agosto Lilás, que promove o combate à

violência contra a mulher.


“Precisamos entender que a questão da saúde mental atinge a todos e não é dever

somente do estado”, observa Jalmirêde, que destaca “empatia” e “solidariedade”

como palavras-chave das ações sociais praticadas pela Largo Resources | Vanádio de

Maracás. A enfermeira também lidera um grupo de mulheres que participou de um

curso de elaboração de projetos, também promovido pela empresa. “Muitas sofrem

violência e não conseguem sair de relacionamentos abusivos, então o índice de

adoecimento é altíssimo. Essa capacitação é uma forma de dar empoderamento”,

avalia a enfermeira.


Empreendedorismo – Outro projeto que estimula o empreendedorismo feminino é

o Mulheres Ativas, da localidade de Pé de Serra, que tem equipamentos e insumos

fornecidos pela Largo Resources | Vanádio de Maracás. A iniciativa beneficia um total

de 110 mulheres com oficina de saboaria artesanal e curso de corte e costura

gratuitos. Um dos impactos positivos é percebido desde o início da pandemia,

quando foi iniciada a confecção de máscaras de TNT para proteção contra o

coronavírus. A produção, que chega a 3.500 unidades por semana, é totalmente


financiada pela empresa, que as distribui gratuitamente para profissionais de saúde

e moradores de comunidades vizinhas.


O curso já avançou para conhecimentos sobre tipos de tecido, cortes e moldes. Mas

isso é só o começo. “O objetivo não é simplesmente aprender a costurar. A maioria

das mulheres tem baixa escolaridade e pouca renda. A ideia é fundar uma

cooperativa para que elas possam comercializar e dividir os lucros. Temos vários

planos para o futuro”, anima-se Iriene Lima de Almeida, coordenadora do projeto e

ex-presidente da Associação de Moradores.


O desenvolvimento da agricultura familiar também integra as ações da empresa.

José Oliveira de Souza, mais conhecido como Zé da Balsa, fala sobre o

desenvolvimento da atividade em Porto Alegre desde que a companhia se tornou

parceira da comunidade. De 2018 para cá, os agricultores da comunidade passaram

a plantar milho para a produção de silagem, processo que tritura o cereal inteiro

para a produção de ração animal. Para isso, contam com a ajuda de equipamento

adequado e suporte técnico, oferecidos pela empresa.


“Antes a gente plantava só melancia e tinha muita praga, então tomávamos muito

prejuízo. Agora a gente tem uma alternativa”, conta Zé da Balsa, liderança do projeto

Liga do Campo. “E também temos o suporte técnico de um agrônomo profissional,

que nos orienta. Com isso, já estamos estudando a possibilidade de desenvolver

outras culturas”, revela. A Liga do Campo inclui, ainda, os projetos Abelha Rainha e

Feira da Agricultura Familiar. Também fazem parte da Liga Social o programa

Cultura e Qualidade de Vida, que englobam projetos como o Viver Bem e o Jequiriçá,

voltados para a prática esportiva.


De acordo Valéria Rocha, isso é só o início de um trabalho que ainda tem muito a

realizar. “Após o curso de elaboração de projetos, nossa intenção é lançar um edital

para apoiar inciativas locais com ainda mais transparência, a partir de votação

pública. E já estamos em fase de planejamento para o ano que vem”, revela. Assim, a

Largo Resources | Vanádio de Maracás segue investindo no presente para continuar

colhendo os frutos junto como a comunidade no futuro.



Darana Relações Públicas

Daniela Castro

(71) 3342-3373

(71) 98788-1404

daniela@darana.com.br


Darana Relações Públicas

Aloísio Pontes

(71) 3342-3373

(71) 99954-5833

aloisio@darana.com.br

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png