top of page

Polícia Civil monitora redes sociais para impedir festas ilegais de Réveillon na Bahia


A Polícia Civil da Bahia está monitorando perfis de redes sociais e sites de estabelecimentos comerciais para identificar e impedir possíveis festas ilegais de Réveillon no estado, conforme informações da coluna de Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo.

Sob uma segunda onda da pandemia, o governo da Bahia proibiu as festas de fim de ano, para evitar aglomerações e assim conter a proliferação do novo coronavírus. Ainda assim, a gestão estadual se mostra preocupada com os eventos.

Conforme o boletim epidemiológico publicado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab) nesta sexta-feira (18), a Bahia tem mais de 12 mil casos ativos da Covid-19 e taxa de ocupação de 75% nas UTIs reservadas para o tratamento da doença.


Informações / Bahia Notícias

Comments


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page