top of page

Observatório europeu diz que 2023 deve ser o ano mais quente em 125 mil anos


Os cientistas do observatório europeu Copernicus anunciaram, nesta quarta-feira (8), que 2023 deve terminar como o ano mais quente em 125 mil anos.


De acordo com os dados analisados pelo observatório, o mês de outubro foi o mais quente do mundo nesse período, com temperatura média do ar à superfície de 15,30°C, 0,85°C acima da média de outubro de 1991 a 2020 e 0,40°C acima do outubro mais quente anterior, em 2019.


O calor é resultado das contínuas emissões de gases com efeito de estufa, combinadas com o El Niño, que aquece as águas superficiais no leste do Oceano Pacífico. Segundo a última atualização divulgada pela Organização Meteorológica Mundial (OMM), nesta quarta, o El Niño deve durar ao menos até abril de 2024.


Informações / Metro 1

Comments


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page