top of page

Mulher pula de carro para fugir de tentativa de abuso sexual de motorista por aplicativo; saiba mais


Uma jovem viveu momentos de pânico ao entrar em um veículo de aplicativo. Após sofrer uma tentativa de abuso sexual, a vítima precisou pular do veículo na Paralela para se livrar do motorista. O caso ocorrer na madrugada deste domingo (12).


A jovem, que não teve a identidade revelada, estava em uma festa de formatura no Horto Florestal e solicitou por aplicativo a viagem para voltar para casa, em São Marcos.


Durante o percurso, o motorista teria parado o carro e usado a força física para segurar ela e a abusar sexualmente. A vítima contou que dormiu no veículo e quando acordou o motorista já estava sem roupa tentando atacá-la.


A mulher falou que decidiu abrir a porta e se jogar do veículo. A bolsa dela, que tinha aparelho celular e documentos dentro, ficou dentro do carro.


Machucada, a jovem caminhou até uma estação de metrô, onde recebeu ajuda de agentes de segurança da concessionária CCR Metrô Bahia e foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Marcos, a cerca de 5 km do local onde aconteceu a tentativa de abuso sexual.


O caso será investigado pela Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) de Brotas.


Em nota enviada à imprensa, a plataforma Uber classificou o ocorrido como inaceitável.

"A Uber considera inaceitável qualquer tipo de comportamento abusivo contra mulheres e acredita na importância de combater e denunciar casos de assédio e violência. O motorista teve sua conta desativada da plataforma assim que a empresa tomou conhecimento do episódio. A Uber se coloca à disposição para colaborar com as autoridades no curso das investigações. A empresa defende que as mulheres têm o direito de ir e vir da maneira que quiserem e têm o direito de fazer isso em um ambiente seguro. Por isso, desde 2018 a empresa mantém o compromisso de participar ativamente do enfrentamento da violência contra a mulher e segue investindo constantemente em conteúdos educativos contra o assédio para motoristas.


Em conjunto com o Instituto Promundo, foi lançado o Podcast de Respeito. A empresa também lançou uma campanha educativa de combate ao assédio em parceria com o MeToo Brasil. Além disso, também em parceria com o MeToo, a plataforma possui um canal de suporte psicológico para apoiar vítimas de violência de gênero, que já foi disponibilizado para a usuária. Segurança é uma prioridade para a Uber e inúmeras ferramentas atuam antes, durante e depois das viagens para torná-las mais tranquilas, como, por exemplo, o compartilhamento de localização, gravação de áudio, gravação de vídeo, detecção de linguagem imprópria no chat, botão de ligar para a polícia, entre outros.”


Informações / BNews

Foto: BNews



Comentários


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page