top of page

Marta se emociona em coletiva de imprensa ao falar sobre legado no futebol feminino no Brasil


A atacante Marta se emocionou ao falar sobre a ausência de referências femininas quando começou a jogar futebol, além do sentimento de honra ao ser considerada ídolo para outras meninas. A fala foi feita nesta terça-feira (1º), durante a última coletiva daSseleção brasileira antes do jogo decisivo contra a Jamaica.


“Sabe o que é legal? Quando eu comecei a jogar eu não tinha um ídolo no feminino. Vocês [a imprensa] não mostravam o jogo feminino, como que eu ia ver? Como eu poderia entender que eu ia chegar até a Seleção e me tornar uma referência?”, disse a camisa 10 do time feminino, bastante chorosa.


”Hoje a gente sai na rua e as pessoas param, os pais param e dizem ‘a minha filha te adora! Ela quer ser igual à você’. E isso não é só com a Marta, é com outras atletas também. Então hoje a gente tem as nossas própras referências”, afirmou.


Para seguir na Copa do Mundo feminina, o Brasl precisa vencer a Jamaica nesta quarta-feira (2) em Melbourne. A jogadora lembrou ainda que, em caso de derrota, essa pode ter sido a sua última coletiva em uma Copa do Mundo, mas demonstrou confiança. “Não parei para pensar nisso, mas não vai ser. Vamos seguir na competição”, garantiu Marta.


Informações / Metro 1

Foto: CBF

Comments


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page