top of page

Maracás na rota da energia limpa


Os municípios de Maracás, no Sudoeste baiano, e de Itagibá, no Sul, vão ampliar a participação no atendimento à demanda mundial por energias renováveis, com o aumento da produção de matérias-primas de baterias de automóveis. A Largo Resources anunciou ações estratégicas para ampliar a produção de vanádio em Maracás, enquanto a Atlantic Nickel vai investir R$ 1,8 bilhão para operar uma mina subterrânea de níquel em Itagibá. Com o crescimento da atenção das grandes corporações para a questão ambiental, o negócio de baterias à base de energias renováveis deverá crescer nos próximos anos, conforme tendência mundial.


Informações/A TARDE

Comments


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page