top of page

Mais uma preocupação: China detecta 35 casos em humanos de novo vírus de origem animal


Na última segunda-feira, 8, a China confirmou 35 casos de um novo vírus zoonótico chamado Langya (LayV). As infecções se concentram nas províncias de Shandong e Henan, de acordo com informações do Centro de Controle de Doenças de Taiwan (TCDC).

Frente a esse surto de infecções do Langya, as autoridades locais deram início a procedimentos de teste para encontrar o vírus e rastrear sua disseminação. De qualquer forma, emitiram um alerta de precaução, aconselhando as pessoas a monitorar de perto as notícias sobre o vírus.

Por enquanto, o que se sabe é que nenhum relatório ainda indicou que o vírus tem transmissão de humano para humano (ou seja, a contaminação acontece apenas pelo contato com animais). Até agora, quase 2% das cabras e 5% dos cães e outros animais domésticos deram positivo para o vírus após uma pesquisa sorológica completa.

Os relatores apontam que o vírus pode causar insuficiência renal e hepática. Os laboratórios de Taiwan começarão a desenvolver um método padronizado para o sequenciamento do genoma em breve e esperam que ele seja concluído em cerca de uma semana. Embora ainda não tenha havido nenhuma morte ligada ao Langya, a questão precisa ser observada de perto.

Sintomas do vírus Langya

Os sintomas que os 26 indivíduos infectados pelo vírus Langya apresentaram foram:

  • Febre

  • Cansaço

  • Tosse

  • Perda de apetite

  • Dor muscular

  • Náusea

  • Dor de cabeça

  • Vômito

Além disso, os especialistas notaram uma redução nos glóbulos brancos, insuficiência hepática, insuficiência renal e baixa contagem de plaquetas. Como o vírus Langya foi descoberto recentemente, todas as concentrações dos especialistas agora envolvem rastrear as infecções humanas.

Fonte:Terra

Comments


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page