Libertadores: final Verde e Amarela


Se tivesse acordado nesta quinta-feira, depois de ter adormecido em março de 2020, quando o Santos ainda estreava com Jesualdo Ferreira e lidava com muito sofrimento na Libertadores... você acreditaria que o time, agora comandado por Cuca, está na final da competição mais importante do continente?


Pois é, santista, aconteceu.


Nesta quarta-feira, é bom explicar para você, que pode ter chegado de surpresa por aqui, o Santos, após muita desconfiança e só "4% de chance", venceu o Boca Juniors por 3 a 0 na Vila Belmiro e se classificou para a final da Libertadores. Em uma noite impecável, jogou tudo o que sabe e atropelou mais um concorrente, como já havia feito com o Grêmio nas quartas de final.


Já a classificação do Palmeiras para a final da Libertadores, diante do River Plate, na derrota por 2 a 0 na terça-feira, foi sofrida e mexeu com as emoções do torcedor. Nas redes sociais, após o apito final e a vaga garantida, a sensação foi de alívio.


Dois lances capitais poderiam ter mudado o rumo da partida, os dois no segundo tempo. No primeiro lance, o árbitro Esteban Ostojich detectou impedimento de Borré no início da jogada que seria a do terceiro gol do River.


Depois, retirou um pênalti de Empereur em Matías Suárez que havia sido marcado.


O último título do Palmeiras foi há 22 anos. Já o Santos, 10. A decisão da Libertadores está marcada para o dia 30 de janeiro, às 17h00, no Estádio do Maracanã.


Informações/GE/Jornal da Cidade

© 2020 Todos os Direitos Reservados

 Por Josi Machado e Allan Lago