top of page

Laboratório central registra primeiros três casos de variante delta na Bahia


O Laboratório Central de Saúde Pública da Bahia (Lacen-BA) detectou, nesta quinta-feira (26), os primeiros casos da variante delta da Covid-19, surgida na Índia, na Bahia. Além disso, uma amostra da beta, cepa identificada inicialmente na África do Sul, também foi verificada. Diante da confirmação dos casos, a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), afirmou que fará, como medida de contenção, o rastreamento por meio de teste de antígeno e RT-PCR nas regiões onde foram detectadas as variantes. Não foi divulgada a informação das localidades onde as variantes foram identificadas. A secretária interina da Sesab, Tereza Paim, demonstrou preocupação com a chegada da mutação no estado. “É preciso que os municípios acelerem a vacinação para impedir o avanço de novas cepas, bem como manter o distanciamento social, higienizar frequentemente as mãos e continuar usando máscara”, ressaltou.

Segundo especialistas, a variante delta é mais transmissível do que a cepa original do coronavírus. Em diversos países, a mutação se tornou dominante rapidamente e regrediu os progressos sanitários atingidos. No Brasil, o Rio de Janeiro sofre com uma possível nova onda da pandemia, com a transmissão da delta, responsável pelo aumento de casos na cidade.


Informações / Metro 1



Comentarios


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page