top of page

Jaguaquara apresenta queda e fica atrás de Maracás e Amargosa em número de casos ativos da Covid


Em dados comparativos com outros municípios do Vale do Jiquiriçá, Jaguaquara, o mais populoso do território vem registrando queda significativa nos casos positivos da Covid-19. Inclusive, Jaguaquara fica atrás de cidades menores em números de casos e óbitos provocados pela doença, como Maracás e Amargosa, conforme o último boletim epidemiológico emitido pela Consórcio de Desenvolvimento Sustentável do Vale do Jiquiriçá.

O último boletim emitido pela entidade mostra Maracás com 177 casos ativos, dos 3.269 registrados desde o início da pandemia, com 69 mortes. Amargosa aparece em 2º lugar em casos ativos 103, com 46 óbitos, enquanto Jaguaquara registra apenas 34 ativos, dos 5.458 confirmados até agora. O número de mortes é de 59.

Com a diferença de Jaguaquara, com mais de 50 mil habitantes, para Maracás, com mais de 20 mil moradores, munícipes da região começam a observar o que pode estar ocorrendo nesses municípios, uma vez que, Jaguaquara, além de ter maior concentração populacional, recebe diariamente um grande fluxo de visitantes e é cidade-sede do Mercado do Produtor Ceasa, que comercializa produtos hortifrutigranjeiros atraindo diariamente comerciantes de outras regiões do Nordeste.

O boletim do Consórcio ainda não mostra número de pessoas vacinadas e também não há informações sobre a testagem para Covid, como funciona o processo ou qual cidade testa mais que outra.

Mesmo com o apontamento da redução de casos positivos, é importante manter as medidas sanitárias de afastamento social, de uso de máscara e de álcool em gel.

Em todo o Vale, o numero de casos distribuídos entre os 20 municípios é de 23.855 casos, com 385 mortes e 601 casos ativos.


Informações/Blog Marcos Frahm



Commenti


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page