Governador Rui Costa defende abertura de CPI do MEC: ”Precisa ser apurado com rigor”


No Papo Correria desta terça-feira (28), o governador Rui Costa disse que defende a ”apuração rigorosa” da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do MEC no Senado e que não gosta quando mistura política com religião.


”Tudo precisa ser apurado com rigor. Essa história de cobrança para se ter escola, para se ter creche, ter que pagar barra de ouro, tá pastor envolvido no meio. Eu não gosto quando se mistura política e religião. Acho que é indevida a mistura, é inadequada a mistura… Vem dar confusão e indícios fortes de irregularidades e, portanto, eu sou a favor de se apurar absolutamente tudo e se garanta a transparência das informações”, disse.


O governador Rui Costa também voltou a fazer crítica ao governo federal e mostrar seu apoio ao pré-candidato a governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues. Segundo Rui, ele será o novo ‘correira’.


”Pois ele não para [Jerônimo], um correria dobrada. Essa concorrência é desleal porque não tive sorte. Depois que tiraram a Dilma [Rousseff], tiveram dois presidentes que não gostam da Bahia, não gostam do Nordeste, e eu tive que governar e correr sozinho. Ele vai ter a correria, com fé em Deus, do presidente Lula e vai poder acelerar muito mais, com fé em Deus”.


Informações / Marcos Frahm

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png