top of page

Dois anos e meio após lançamento, cédula de R$ 200 circula menos do que nota de R$ 1; veja o ranking


Mais de 2 anos após o lançamento, apenas 28% das cédulas de R$ 200 produzidas foram colocadas em circulação pelo Banco Central. São 124,8 milhões de cédulas, que somam R$ 24,96 bilhões.

É menos, por exemplo do que as 148,65 milhões de cédulas de R$ 1 que continuam em circulação. Isso apesar de as de R$ 1 não serem mais produzidas desde 2005, de acordo com o G1.

Segundo o Banco Central, "o ritmo de utilização da cédula de 200 reais vem evoluindo em linha com o esperado, e deverá seguir em emissão ao longo dos próximos exercícios."Os quase R$ 25 bilhões em cédulas de R$ 200 correspondem a 7,86% de todo o valor em espécie que circula no país, de R$ 317,34 bilhões.

Circulam hoje no país 1,771 bilhões de cédulas de R$ 100, somando R$ 177,14 bilhões em valor. Já as 1,769 bilhões de notas de R$ 50 somam R$ 88,48 bilhões e a terceira cédula mais comum, de R$ 2, gera um valor de R$ 3,13 bilhões em circulação.

Ao todo, foram produzidas 450 milhões de cédulas de R$ 200, a um custo de R$ 146,25 milhões. O lançamento foi feito durante a pandemia de Covid-19, em 2020. À época, o Banco Central justificou a decisão afirmando que: os brasileiros estavam guardando mais dinheiro em casa por causa da crise provocada pela pandemia; aumentaram os saques para reservas no período de crise econômica e beneficiários que receberam em espécie o benefício Auxílio Emergencial não devolveram o dinheiro à rede bancária como previsto.

Apesar da baixa circulação, as cédulas de R$ 200 têm sido alvo de falsificadores. Até abril deste ano, foram apreendidas 13.609 cédulas falsificadas de R$ 200, somando R$ 2,721 milhões. Em 2022, a cédula de R$ 200 foi a terceira mais apreendida (61.200), perdendo para notas de R$ 100 (116.444) e de R$ 50 (115.449).


Informações / Bahia Notícias

Foto: Divulgação

Comments


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page