top of page

Criminoso que matou quatro pessoas em escolas de Aracruz, é sentenciado a ficar internado por 3 anos


O atirador que invadiu duas escolas e matou quatro pessoas em Aracruz, no Espírito Santo, vai cumprir até três anos de internação, que é o limite máximo para medida socioeducativa prevista na lei. A sentença foi dada nesta quarta-feira (7) pa Vara da Infância e Juventude de Aracruz. Além dos mortos, 12 pessoas ficaram feridas no ataque.

O adolescente de 16 anos confessou o crime e desde o dia do ataque está internado em uma unidade do Instituto de Atendimento Socioeducativo do Espírito Santo (Iases), em Cariacica, na Grande Vitória.


O ataque aconteceu em 25 de novembro. O atirador invadiu duas escolas, uma delas que chegou a frequentar, disparando. Horas depois do crime ele foi apreendido. Ele usou duas armas do pai, que é policial militar, no ataque.

Por volta das 9h30, o atirador entrou na Escola Estadual Primo Bitti. Na unidade, que ele frequentou até junho desse ano, ele entrou na sala dos professores e atirou. Duas docentes foram mortas.


De carro, ele foi até o Centro Educacional Praia de Coqueiral, uma escola particular próxima. Uma aluna de 12 anos foi morta a tiros. Ele fugiu de carro, mas foi preso em casa à tarde. Dias depois do ataque, uma terceira professora, que estava internada, morreu por conta dos ferimentos.


Informações / Correio

Foto: Reprodução Câmeras de Segurança


Comments


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page