top of page

Com aumento dos casos, Alexandre de Moraes condena assédio eleitoral em ambientes de trabalho


Durante a sessão plenária do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) desta quinta-feira (13), o presidente da instância, ministro Alexandre de Moraes, falou sobre a importância de combater casos de assédio eleitoral dentro de ambientes de trabalho, principalmente após as diversas ocorrências que foram registradas nas últimas semanas.


Em seu discurso, Moraes afirmou que pretende se reunir com o vice-procurador-geral, Paulo Gonet, e representantes do Ministério Público Eleitoral e do Trabalho para planejar uma maneira eficaz de combater este tipo de ocorrência.

“Alguns empregadores [estão] coagindo, ameaçando, concedendo benefícios para que seus funcionários votem em determinado candidato. Isso é crime comum, isso é crime eleitoral, isso vai ser combatido e continua a ser combatido”, disse.


“Essa atuação será mais efetiva, mais rápida, porque não é possível que, em pleno século 21, se pretenda coagir o empregado em relação ao seu voto”, concluiu.


Informações / Metro 1

Comments


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page