top of page

Acusado de estupro e agressão, Gabriel Monteiro desiste de candidatura a deputado federal


O vereador cassado Gabriel Monteiro (PL-RJ) desistiu de tentar uma candidatura a deputado federal nestas eleições. Ele, que havia tido o registro negado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ), resolveu não recorrer a instâncias superiores e entregou à Justiça Eleitoral neste sábado (10/9) a renúncia à candidatura.


O parlamentar cassado, que também é ex-policial, alegou “motivos pessoais” para a desistência.

Em março deste ano, a Polícia Civil do Rio de Janeiro abriu inquérito para apurar um vídeo de relação sexual entre Gabriel Monteiro, que era uma das grandes apostas do PL para a eleição, e uma jovem de 15 anos. O vereador do Rio de Janeiro é acusado de quebra de decoro após denúncias sobre estupro, agressões e divulgação de vídeo sexual com menor.


Devido ao escândalo, ele foi cassado por quebra do decoro parlamentar no último dia 18 de agosto, com 48 dos 50 votos possíveis.


O TRE-RJ havia negado em 31 de agosto o pedido de candidatura do ex-vereador. A decisão foi tomada em pedido de impugnação feito por André Barros, candidato a deputado federal pelo PSol. Monteiro ainda poderia recorrer a instâncias superiores.


Informações / Metrópoles




vertical (1).png
Publicidade
vertical.png
bottom of page