Bolsonaro confirma sanção de auxílio de R$ 600 e anuncia novas medidas econômicas


O presidente da República, Jair Bolsonaro, se pronunciou para confirmar a sanção do auxílio no valor de R$ 600 reais para trabalhadores informais. Conhecido como "coronavoucher", a medida busca conter os impactos do novo coronavírus sobre a economia no Brasil.

"Trocamos informações sobre esse problema que é mundial. Obviamente estamos juntos na busca do melhor para nossos países. Vamos anunciar a sanção do auxílio emergencial onde 54 milhões serão atingidas, um custo de R$ 98 bilhões por três meses, podendo chegar a 1200 reais", disse.

Ainda segundo Bolsonaro, novas medidas provisórias vão ser publicadas para este momento de crise. Manutenção de empregos, auxílio para as empresas e socorro para estados e munícípios são os principais focos.

"De hoje para amanhã, três medidas. A primeira é a trabalhista que busca manter empregos, com previsão de R$ 58 bilhões. Outra é para a manutenção de empresas, na ordem de R$ 34 bilhões e a última é apoio para estados e municípios. O socorro emergencial prevê R$ 16 bilhões", indicou.

O auxílio para os trabalhadores informais já havia sido aprovado pela Câmara e Senado e só aguarda a assinatura de Bolsonaro para começar a valer.

Informações / Bahia Notícias

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png