Ceasa de Jaguaquara funciona com restrição por conta do coronavírus, informa a direção

26.03.2020

O Mercado do Produtor – Ceasa de Jaguaquara, principal centro de comercialização de produtos hortifrutigranjeiros do interior baiano, responsável por exportar grande parte de verduras, legumes e frutas produzidos no Estado, com registro diário de fluxo intenso de pessoas oriundas de outras regiões do Nordeste continua funcionando em meio a luta das autoridades e populares contra o coronavírus.

 

O decreto municipal, publicado no último sábado pela Prefeitura, proibindo atividades no comércio local não atinge a Ceasa, e o seu funcionamento tem gerado questionamentos entre os munícipes. Porém, a direção do órgão estadual terceirizado e gerido pela empresa Dinâmica informou, nesta quarta-feira (25), através de comunicado enviado ao Blog Marcos Frahm que adotou medidas restritivas para conter o Covid-19 durante a comercialização na unidade, que se enquadra como serviço essencial.

 

A direção diz que está proibida a entrada de ambulantes, de bebidas alcoólicas, que uma profissional de saúde atua medindo a temperatura de caminhoneiros que desejam entrar no local e que é cobrado dos mesmos kit de higiene pessoal e de combate ao vírus.

 

Ainda de acordo com informes, em Jaguaquara, cidade mais populosa do Vale do Jiquiriçá, duas obras de grande porte sendo tocadas na cidade, uma de construção de uma unidade do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia – IFBA e outra de reforma e ampliação do Hospital Municipal obtiveram autorização para a continuidade dos serviços, com operários trabalhando mesmo diante das notícias de pandemia.

 

Informações / BMF

 

Please reload