Jaguaquara: Casos suspeitos do COVID-19 esvaziam ruas e deixam moradores sob tensão

21.03.2020

Com as notícias de avanço do novo coronavírus no país, cidades interioranas também sentem os reflexos da crise enfrentada pelos brasileiros das grandes cidades e estão adotando medidas para evitar a transmissão do COVID-19.

 

Em Jaguaquara, cidade mais populosa do território do Vale do Jiquiriçá, e que recebe diariamente um grande número de visitantes de outras regiões, por ser o maior centro de comercialização de hortifrúti do interior da Bahia a maioria dos moradores decidiu não sair às ruas. Escolas sem aulas, estabelecimentos vazios, outros fechados e a redução do fluxo de pessoas é perceptível nas vias públicas. Em muitos estabelecimentos, já há falta de máscaras e álcool em gel.

 

Um decreto municipal foi publicado no Diário Oficial com algumas medidas restritivas impostas pela Prefeitura. Apesar do esvaziamento, o comércio ainda funciona e não há informações sobre o fechamento, como ocorrerá na cidade vizinha de Jequié, onde entidades representativas e Prefeitura decidiram pelo fechamento de lojas a partir deste sábado (21), com redução do horário de funcionamento.

 

No caso de Jaguaquara, a preocupação da população local aumentou a partir de uma entrevista na quinta-feira (19), do prefeito Giuliano Martinelli e da Secretária de Saúde Renata Rose, em uma emissora de rádio comunitária, tendo revelado que dois casos suspeitos do coronavírus estão sendo monitorados pela gestão e que estariam aguardando o resultado do material coletado e caminhado para análise no Laboratório de Saúde Pública do Estado da Bahia (Lacen), em Salvador.

 

Os possíveis infectados não chegaram a ser internados e estariam em isolamento em casa, com os sintomas da doença. Porém, de lá pra cá a Prefeitura não divulgou novas informações sobre os casos suspeitos – o que gera tensão entre os munícipes, que buscam a todo o instante notícias relacionadas à situação.

 

Além disso, a Secretaria Municipal admitiu, nesta semana, conforme antecipou o Blog Marcos Frahm [relembre] o registro de 35 casos de Dengue e 03 de Chikungunya, com um grande número de notificações, 740, na cidade.

 

Informações / Marcos Frahm

 

Please reload