Dois homens são condenados por racismo contra Maju Coutinho

10.03.2020

Dois homens, Érico Monteiro dos Santos e Rogério Wagner Castor Sales, foram condenados pelo  juiz Eduardo Pereira Santos Júnior, da 5ª Vara Criminal da Comarca da Capital, pelos crimes de racismo e injúria racial contra jornalista Maju Coutinho, da Rede Globo. 

 

Eles também foram condenados por corrupção de menores, por terem induzido três adolescentes à prática do mesmo crime. As informações foram divulgadas pelo site do Tribunal de Justiça de São Paulo. A ocorrência foi registrada em 2014, quando os acusados usaram perfis falsos nas redes sociais, com o objetivo de ofender a jornalista.

 

Rogério foi condenado a cinco anos de prisão, enquanto Érico pegou seis. As penas, no entanto, serão cumpridas em regime semiaberto. Outros dois indiciados por crime semelhante, foram absolvidos por falta de provas. Eles vão recorrer da sentença em liberdade, porque estão ausentes os pressupostos da prisão preventiva.

Segundo o magistrado, "utilizando perfis falsos nas redes sociais, os réus acessaram a página da emissora e proferiram injúrias contra a vítima, referindo-se a sua raça e cor".

 

Informações / Metro 1

 

Please reload

© 2020 Todos os Direitos Reservados

 Por Josi Machado e Allan Lago