Festa de Iemanjá se tornará Patrimônio Imaterial neste sábado


Neste sábado (1), véspera de uma das mais tradicionais celebrações religiosas do calendário baiano, o Dia de Iemanjá se tornará Patrimônio Imaterial de Salvador. O processo será realizado pela Prefeitura de Salvador, por meio da Fundação Gregório de Mattos (FGM), que promoverá o ato solene.

O pedido de registro e reconhecimento da festa como Patrimônio Cultural de Salvador foi feito pela Ordem dos Advogados do Brasil, Secção Bahia, com o apoio da própria Colônia de Pescadores, que organiza a festa. O evento acontece a partir das 10h, na Colônia de Pescadores do Rio Vermelho.

Para abertura do processo, a equipe técnica da DPH consultou pescadores do Rio Vermelho, que também assinaram declaração de anuência quanto ao registro da festa de Iemanjá como Patrimônio Cultural do Município.

Após o registro ser feito neste sábado haverá uma reunião com detentores e produtores da Festa de Iemanjá para a elaboração de um Plano de Salvaguarda, que tem como objetivo promover ações de apoio à celebração e implementar as ações de curto, médio ou longo.

Informações / Metro 1

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png