Casal de artesãos vai para Jequié em busca de sonhos, dupla está vivendo debaixo de barraca


Uma barraca de lona, algumas roupas e utensílios domésticos fazem parte do cotidiano de uma família, que não tendo casa para morar, está acampada próxima a Igreja Nossa Senhora das Graças e o Terminal Rodoviário no bairro Joaquim Romão em Jequié.

A situação comove moradores das redondezas, que não dispensam a atenção ao casal. Eles residiam em Serrinha- BA e vieram para Jequié em busca de dias melhores. A dupla de artesãos tem três filhos, dois deles menores de 4 e 6 anos que tem deficiência física ficaram com a filha mais velha.

Para sobreviver o casal José Roberto Nogueira de Jesus e Maria Cícera Conceição Souza conta com a ajuda de pessoas que doam alimentos e pagam R$ 5,00 reais na rodoviária para tomar banho. A água para uso doméstico vem da igreja. “Nossa vida é de sofrimento, cansados e desesperados tivemos que deixar nossos filhos para trás com o sonho de poder dar a eles algo melhor, desabafa o pai que em vários momentos diz bater a tristeza e o desespero.

Os sonhos ficam debaixo da lona plástica que dá mais proteção contra o vento, a chuva e proteção à noite. “O dinheiro que a gente consegue é para comprar alimentos”, diz a mulher, acrescentando que o objetivo do casal não é continuar morando debaixo de uma barraca, mas ter uma casinha e poder trazer seus filhos e matricular em escola municipal.

A alimentação é preparada em meio alguns tijolos onde precisam tomar cuidado com o fogo neste período de calor. O casal precisa de panelas e utensílios domésticos, roupas, alimentos ou uma barraca maior. Mesmo que não fique muito tempo onde estão, necessitam de ajuda. Sem a atenção dos poder público, a família estaria passando por extrema dificuldade.

Informações / Marcos Cangussu

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png