Indagado sobre jantar com Lula, Rui Costa afirma que é prematuro tratar de eleições 2022


O governador Rui Costa (PT) tergiversou ao ser indagado sobre os assuntos tratados na reunião com o ex-presidente Lula, que desembarcou em Salvador na noite desta quarta-feira (13/11). Eles jantaram no Palácio de Ondina, casa do governador petista. Nesta quinta (14) pela manhã, o governador esteve presente no ato em homenagem à Lula no Campo Grande e na reunião da executiva do PT, que acontece no Wish Hotel da Bahia.

”Primeiro é uma alegria enorme ter o presente que contribuiu muito para melhorar a vida do brasileiro, expandir o ensino superior na Bahia, expandir o ensino técnico, mudou para melhor o nordeste brasileiro. É sempre bom tê-lo de volta e recebe-lo em casa”, disse, Rui, ao ser abordado pela imprensa no hotel, evitando falar sobre a pauta da reunião com Lula, conforme publicação do site BNews.

Questionado se seu nome perde força nas eleições de 2022, com a soltura de Lula, já que foi ventilado para concorrer à presidência, Rui mais uma vez se esquivou. ”Eu tenho dito para vocês que acho prematuro ficar falando de eleições de 2022, independente de nomes. Ano que vem temos que tratar das eleições municipais. Tem muita água para passar de baixo da ponte. É preciso reconstruir o Brasil e isso passa pelo município”, afirmou.

Indagado ainda se o presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, vai se filiar ao PT, o governador afirmou que isso será tratado com dirigentes da sigla. ”Eu não posso falar de filiações do PT, o ideal é que os dirigentes do partido falem sobre isso. Não cabe a mim. Eu acho que a definição de nomes cabe a direção. Não vou ficar substituindo funções partidárias”.

É o primeiro ato do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em Salvador, na Bahia, após ser solto da prisão em Curutiba onde ficou por 580 dias. Manifestantes e apoiadores do ex-presidente se aglomeraram no local para prestar homenagens.

Informações / Marcos Frahm

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png