Cartório de Maracás poderá cancelar mais de 8 mil títulos eleitorais


Mais de 8 mil eleitores da 37ª Zona Eleitoral poderão perder seus títulos e, consequentemente, enfrentar uma série de prejuízos previstos pelo Código Eleitoral. O dado, apresentado pelo TRE-BA, refere-se aos cidadãos de Itiruçu, Lajedo do Tabocal, Maracás e Planaltino que ainda não responderam a convocação da Justiça Eleitoral. Os municípios encerrarão a revisão biométrica na próxima quinta-feira (31/10).

Detalhe sobre o percentual do eleitorado de cada município que ainda corre o risco de ter o título cancelado pode ser consultado no BioMaps (biomaps.tre-ba.jus.br), aplicativo da JE para acompanhamento da biometria.

Para ser atendido, o eleitor deverá apresentar documento oficial de identificação com foto, comprovante de residência atual e o título de eleitor (se o tiver). Para homens com idade entre 18 e 45 anos que, além de fazer a biometria, vão solicitar o primeiro título de eleitor, é necessário levar também um documento que comprove a quitação junto a Justiça Militar. Os cidadãos dos municípios em fase de revisão cadastral que não atenderem a convocação da Justiça Eleitoral terão o título cancelado.

Conforme o Código Eleitoral, o cancelamento do título implica ainda em uma série de prejuízos, tais como: impossibilidade de obtenção de empréstimos em instituições públicas, dificuldade para tirar ou renovar o passaporte, não tomar posse em cargo / concurso público, ser impedido de renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, entre outros.

Informações / Cartório Eleitoral de Maracás 37° Zona Eleitoral

© 2020 Todos os Direitos Reservados

 Por Josi Machado e Allan Lago