Mutuípe: Homem que baleou mulher e se matou não aceitava fim de relacionamento

09.08.2019

Uma mulher de 26 anos, foi baleada pelo ex-companheiro, na cidade de Mutuípe, no Vale do Jiquiriçá, na madrugada de quarta-feira (07/08).

 

Nesta quinta, uma matéria do site G1 revela que a delegada de Mutuípe, Corina Lopes, disse que parentes de Aparecida de Souza Rangel Silva contaram que o ex não aceitava o fim de relacionamento. Após o crime, o homem, que era agente de saúde, cometeu suicídio.

 

Ainda segundo a delegada, o casal estava separado há dois meses. Desde então, Edvaldo Nogueira tentava reatar a relação. O crime ocorreu dentro dentro da casa da vítima, na Rua Bernardo Sampaio.

 

”Eles estavam separados há cerca de dois meses. Ele estava inconformado com a separação. Ele não aceitava e queria voltar. Segundo a família, de tanto insistir, ela teria dado uma oportunidade dele encontrar com ela. Então, ele foi para casa dela, onde cometeu o crime. As pessoas ouviram os disparos, foram socorrer e, ao chegarem, o homem já não estava mais. Ele saiu e deixou até a mochila, o celular e documentos”, disse Corina.

 

Aparecida foi atingida na região do pescoço e em uma das mãos, e foi encaminhada para um hospital da cidade. Por conta dos ferimentos, ela precisou ser transferida para o Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus, cidade a cerca de 55 quilômetros de Mutuípe.

 

Ela permanece internada nesta quinta-feira (8), mas não corre risco de morte e tem estado de saúde considerado estável. O corpo de Edvaldo Nogueira foi encontrado na cidade de Ubaíra, a 23 quilômetros de Mutuípe. A arma que segundo a polícia seria a usada no crime foi encontrada no local. O corpo dele foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT).

 

Informações / Marcos Frahm

 

Please reload