Vereador denuncia atraso no pagamento de salários em Jequié; Sindicato confirma falta de pagamento

10.07.2019

Servidores da Prefeitura de Jequié enfrentam atraso no pagamento de salário referente ao mês de junho. A informação foi divulgada na noite desta segunda-feira (08/07) pelo vereador Soldado Gilvan (PPS), que usou as redes sociais para propagar nota relatando a situação. ”Além de não antecipar os 40% do 13º Salário (pagos no pior momento da gestão Tânia Britto), o salário de junho, até hoje não foram pagos”, bradou o parlamentar que relembrou a gestão da ex-prefeita Tânia, também criticada à época por ele, que fez oposição a então gestora.

 

Integrante da bancada de oposição na Câmara, Gilvan destacou que o Poder Legislativo de Jequié aprovou um pedido de suplementação de 50% para que as contas e o orçamento fossem ajustados. ”Esse péssimo gestor pensa o que? Que os trabalhadores não precisam se alimentar? Pagar suas contas que vencem de água, luz, gás, mercado, etc?”, disparou, contra o prefeito Sérgio da Gameleira.

Sindicato emite nota de repúdio por atraso

 

O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jequié e Região (SINSERV) divulgou uma nota de repúdio na internet contra o atraso dos pagamentos dos servidores públicos. Confira a nota na integra:

 

”O SINSERV (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Jequié e Região) e o SINDACS/ACE Jequié e Região, vem a público manifestar seu repudio por conta da gestão municipal descumprir o artigo 18 da lei orgânica municipal pelo não pagamento dos servidores municipais ultrapassando o quinto dia útil é inaceitável que o Governo, até esta data , não tenha efetuado o pagamento dos servidores. O que mais preocupa a nós servidores é o fato do município não ter comunicado aos representantes das categorias deixando para o último momento a decisão da gestão em pautar o pagamento fora da data estabelecida por Lei. Causando uma total insegurança e transtornos financeiros aos Efetivos Municipais. O pagamento de vencimentos não é honraria, mas a obrigação da Gestão Municipal; exigimos respeitos e o cumprimento integral do que diz a Lei Orgânica Municipal!”

 

Informações / BMF

 

Please reload