Largo Resources anuncia ter mais vanádio em Maracás


Resultados de novas sondagens feitas pela Largo Resources ampliaram a potencialidade do depósito mineral de vanádio de Novo Amparo Norte, em Maracás (a 374 km de Salvador). O depósito já era conhecido, mas foi melhor estudado a partir dos planos de expansão da produção do metal raro que em todas as Américas só é extraído na Bahia. Segundo o presidente da empresa no Brasil, Paulo Misk, em entrevista exclusiva à coluna, os estudos indicam que o depósito tem capacidade de produção de 23,5 milhões de toneladas. Até então, o volume estimado de vanádio para a área era de 9,8 milhões.

Para se chegar a esse grau de conhecimento foram realizados 88 furos (total de 12,9 mil metros de perfurações) no método sonda diamantada. O próximo passo da empresa é o de definir um plano de exploração. Misk diz que são duas as opções à mesa. A primeira é a de ampliar a produção atual e a segunda é a de explorar a reserva depois de esgotadas as que já são exploradas atualmente. "A segunda é a mais provável", garantiu ele, lembrando que os preços do material se estabilizaram este ano após se elevarem substancialmente em 2018. Neste caso, o novo depósito representa a ampliação da vida útil da Vanádio Maracás em 9 anos, ou seja, até 2049. A Novo Amparo Norte fica a cerca de 6 km da cava da Campbell, mina atualmente explorada pela empresa.

Ampliação - A produção de vanádio em Maracás começou em 2014. A capacidade atual é de 800 toneladas por mês. No ano passado, devido às condições de mercado, foi iniciado projeto de expansão, para ampliar a produção para 1 mil toneladas por mês. As obras estarão concluídas em julho. A ampliação consumiu investimentos de US$ 16 milhões e o número de empregos diretos subiu de 383 para 473 trabalhadores.

Indústria aeroespacial - O vanádio é um metal raro que dá mais força, resistência e flexibilidade ao aço, inclusive diminuindo os custos de produção deste último. E é usado, entre outras aplicações, na indústria aeroespacial. Cerca de 60% da produção mundial do metal está concentrada na China. A mina em Maracás faz do Brasil o quarto maior produtor mundial. Mas o vanádio encontrado em Maracás é apontado como o de maior teor de pureza do mundo. A unidade da Largo Resources, além de extrair o vanádio da terra, faz vários beneficiamentos ao mineral, para transformá-lo – na própria unidade - em pentóxico de vanádio (v2O5). `` A mineração é só 30% dos custos que temos na nossa operação´´, afirma Misk. Toda a produção é exportada, mas o presidente da empresa afirmou que a partir do ano que vem poderá também vender para o mercado interno.

Informações / Correio

© 2020 Todos os Direitos Reservados

 Por Josi Machado e Allan Lago