7 em cada 10 casos de feminicídio têm parceiro da vítima como suspeito

19.03.2019

Um levantamento realizado pela Folha de São Paulo apontou que 179 mulheres foram vítimas ou sobreviveram a uma tentativa de feminicídio no Brasil em janeiro deste ano.

 

A média é de seis crimes por dia. 71% destas mulheres, o que representa 7 em cada 10, foram atacadas pelo atual ou ex-companheiro, e um em cada quatro agressores possuía histórico de violência ou antecedentes criminais.

 

Entre as maiores motivações para os crimes estão o fim do relacionamento (18%), seguido de brigas, ciúmes ou supostas traições, que somam 25%. Dos casos analisados, ao menos 11 terminaram com o suicídio do agressor. Em 15 casos, crianças presenciaram o crime.

 

47% dos crimes ocorreram na casa da vítima e a faca foi a arma mais usada (41%), seguida por armas de fogo (23%). Nos casos estudados, 74% dos crimes cometidos com armas de fogo resultaram em morte, contra 59% no caso de agressões a facadas.

 

A pesquisa se baseou nas notícias publicadas pela imprensa brasileira. Os crimes tiveram vítimas com idade média de 33 anos, e do agressor, um pouco mais de 38 anos.

 

Informações / Observatório do 3° Setor

 

Please reload