Jovem não aceita término, invade casa e faz ex-namorado engolir soda cáustica em ataque


O industriário Pablo Henrique, de 26 anos, teve parte do rosto deformado por soda cáustica líquida, em um suposto ataque de sua ex-namorada - relação que durou menos de um mês. O crime ocorreu dia 1º de dezembro em frente à casa da vítima, no bairro São José, na Zona Leste de Manaus.

Era por volta de 3h da madrugada do dia 1º de dezembro quando Pablo Henrique chegou em casa do trabalho. Ele se deparou, na entrada de casa, com sua ex-ficante. Ela, até então, estava disfarçada e usava máscara, boné e um casaco. Ele, inicialmente, achou que era um morador de rua. Pediu para que "ele" se retirasse. Foi quando a jovem, de 22 anos, jogou soda cáustica diluída em seu rosto.

Quase quinze dias depois do ataque, ele ainda sofre sequelas. Primeiro, ela o acertou no olho esquerdo. Depois, enquanto o rapaz gritava por socorro, ela despejou o resto da soda em sua boca. Ele sofreu queimaduras de terceiro grau na boca, língua e garganta. Enquanto isso, ela também tentou esfaqueá-lo.

Esse é o breve relato que Pablo dá. O caso aconteceu no dia 1º de dezembro e o Boletim de Ocorrência por tentativa de homicídio só foi registrado no dia 3 do mesmo mês. A polícia, no entanto, classifica, por enquanto, o caso como "agressão grave". A jovem também precisou de atendimento médico pois, durante a ação, se queimou com a soda.

Fonte: G1

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png