Maracás: Acusado de tortura combinada com a Lei Maria da Penha é preso pela Polícia Civil


Nesta segunda-feira, 05/11/2018, por volta das 15 horas, após uma denúncia anônima, foi dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva, pelo SI da 9° Coorpin e 1° DT/ Jequié, em desfavor de EDIVALDO SOUZA FONTES, de 37 anos, numa clínica médica aonde o mesmo se encontrava, na cidade de Jequié. O crime ocorreu no dia 01/11/2018, nesta cidade de Maracás, relatando a vítima ter sido torturada física e, psicologicamente.

A Delegada de Maracás, Dra Viviane Rosa, ao tomar conhecimento dos fatos, representou junto ao plantão judiciário no final de semana pela decretação da prisão preventiva que foi decretada e cumprida conforme citado.

O crime chocou a cidade. A vítima chegou a levar choques elétricos se utilizando o acusado de um "taser", e teve seus cabelos cortados. Segundo informações, mais detalhes não foram divulgados por se tratarem de fatos ''pesados de mais'' evitando assim expor ainda mais a vítima.

Infelizmente mais um caso de violência contra a mulher chama a atenção da comunidade. Muitas pessoas, na maioria mulheres, se manifestaram nas redes sociais dizendo NÃO À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER e pediram por justiça.

Fonte: Polícia Civil de Maracás

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png