Operação do Exército combate comércio ilegal de armas e munições


Está em andamento a operação Alta Pressão VII, deflagrada pelo Exército Brasileiro, com o objetivo de intensificar as medidas de fiscalização no comércio de armas de fogo e munições e, com isso, evitar a compra e venda de armamentos ilegais. A ação acontece em todo o território nacional, incluindo o estado da Bahia.

Esta é a segunda operação do tipo realizada este ano. Na primeira etapa, ocorrida de 19 a 22 de junho, foram fiscalizados 906 estabelecimentos comerciais. Os resultados incluem 154 autuações e uma interdição, além da apreensão de 158 armas de fogo, 30.195 munições, 105 airsoft (armas de pressão), 30 lunetas e 41 kg de pólvora.

Segundo informações do Exército, as ações têm alcançado relevantes resultados em âmbito nacional. O monitoramento acontece de forma permanente, pelo Centro de Operações de Produtos Controlados.

O Sistema de Fiscalização de Produtos Controlados, coordenado pela Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados, realiza as operações de fiscalização de forma interligada, complementando o Poder de Polícia Administrativa do Exército, nessas situações operacionais, com o Poder de Polícia Judiciária dos Órgãos de Ordem e Segurança Pública.

Fonte: A Tarde

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png