Chileno sofre traumatismo craniano após briga com torcedores do Corinthians

03.09.2018

Um torcedor chileno, do Colo-Colo, está internado no Hospital Santa Marcelina, na Zona Leste de São Paulo, após ser agredido por torcedores do Corinthians na semana passada.

 

O chileno de 31 anos teve traumatismo craniano após ser atingido na cabeça por um pedaço de bambu durante uma briga em corintianos e torcedores do Colo-Colo. De acordo com a polícia, o confronto ocorreu perto do Metrô Itaquera após a partida de quarta-feira (29) na Arena Corinthians pela Taça Libertadores da América.

 

Ele foi operado no Hospital Santa Marcelina na última quinta-feira (30). De acordo com familiares do torcedor, o quadro dele é estável, mas ele não consegue falar e tem dificuldades em movimentar a mão direita.

 

Segundo o boletim de ocorrência, uma policial militar que tentou separar a briga acabou sendo agredida com socos e chutes e ao tentar se defender, ela machucou o dedo. Outros dois chilenos também tiveram ferimentos leves.

 

Cinco torcedores do Corinthians foram levados para a delegacia e liberados. Um deles, Davyd Silva Amorim, de 18 anos, confessou ter arremessado o pedaço de bambu. Outros quatro suspeitos negaram envolvimento na briga.

 

De acordo com o delegado Marcel Druziani, da Delegacia Seccional de Itaquera, o agressor pode ser preso preventivamente.

“Lesões corporais graves, no mínimo, mas podemos falar até em tentativa de homicídio em razão da gravidade da lesão que essa pessoa sofreu. Um deles perdeu, inclusive, parte da voz, movimentos e está em situação ainda grave no hospital Santa Marcelina”, afirmou.

 

O Colo-Colo publicou em uma rede social que o vice-presidente do Clube entrou em contato com o consulado do Chile em São Paulo e pediu apoio aos feridos e familiares. O clube chileno disse que diretores do clube estavam no Brasil visitaram os torcedores no hospital. 

 

Fonte: G1

 

Please reload