Libertadores: Cruzeiro classifica, Flamengo e Corinthians dá Adeus!


Flamengo X Cruzeiro

O técnico Mano Menezes se mostrou aliviado após a classificação dramática sobre o Flamengo na Libertadores. O técnico valorizou a vaga conquistada para as quartas de final e ainda brincou com o sufoco que a Raposa passou no revés de 1 a 0 diante do Rubro-Negro, no Mineirão:

- Eu não gosto de sofrimento, já estou em uma idade avançada. Prefiro que a gente coloque a bola para dentro logo. Estamos perdendo gols demais. E nem sempre vamos conseguir fazer o resultado fora de casa. Sabemos que temos que melhorar a produção dentro da nossa casa.

Por fim, Mano destacou que o Cruzeiro teve as chances mais claras da partida e também que a sequência de confrontos tem sido diante de grandes adversários. Para o técnico, é normal ter oscilações durante os confrontos, mas o clube está no caminho certo.

- Nós só jogamos até agora com uma equipe que não é campeã da Libertadores, as outras são. Hoje, eliminamos um campeão do mundo. Isso valoriza a nossa passagem. Sabemos que temos um potencial de melhora. As tomadas de decisão podem tornar o jogo mais fácil. Em jogos grandes, você tem seus momentos, em outros é o adversário. Por isso aparecem espaços em que outros jogos não dá. Vamos saber valorizar a classificação para buscar algo a mais lá na frente.

Corinthians

Presidente do Timão falou sobre a queda na Libertadores e o futuro do treinador

Andrés Sanchez voltou a garantir a permanência de Osmar Loss no comando do Corinthians após a eliminação do time para o Colo-Colo, do Chile, nas oitavas de final da Libertadores da América.

De acordo com o presidente do Timão, uma possível saída do treinador nunca esteve em pauta no clube. Sanchez, por sinal, elogiou o trabalho do substituto de Fábio Carille.

– Nunca falei da saída dele. Parece o Tite em 2011. Se eu tirar ele (Loss), vocês vão reclamar, dizer que não dei tempo. Futebol tem de ganhar sempre. Ser vice não adianta. O trabalho dele é muito bom. Tivemos de antecipar etapas com jogadores que chegaram e a comissão técnica que saiu.

Andrés Sanchez, que foi criticado por Galvão Bueno, narrador da TV Globo, por ter declarado que a Libertadores não estava entre as prioridades do time, falou sobre o tema. Mas não diretamente a respeito das declarações do narrador.

– Quando falo de prioridade, não é que classifico em primeiro, segundo ou terceiro. É que a Copa do Brasil está mais próxima (semifinal contra o Flamengo). Agora é a Copa do Brasil e pontuar no Brasileiro. É trabalhar para ganhar os dois campeonatos – acrescentou o presidente do Timão.

Fonte: GE

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png