Jovem que ficou por quase 60 km sobre teto de ônibus tem quadro estável na UTI, diz hospital

Um jovem, de 21 anos, que ficou por quase 60 km deitado sobre o teto de um ônibus biarticulado, em Curitiba, tem quadro de saúde estável na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital do Trabalhador. Ele passou por uma cirurgia na terça-feira (28) e está sedado, segundo o hospital.

O rapaz foi encontrado desacordado e com ferimentos moderados na cabeça por volta das 7h30 de terça, na segunda viagem do dia da linha Santa Cândida/Capão Raso. Conforme o Corpo de Bombeiros, ele foi atendido, retomou a consciência, mas não soube dizer o que aconteceu.

"Não sei como foi parar lá em cima. É um cara tranquilo", afirma o pai do jovem, que é músico e tem 50 anos. Segundo ele, o filho está no ensino médio e saiu de casa no início da noite de terça e passaria na casa de um amigo antes de ir para a aula.

O pai conta que trabalha de madrugada e, ao retornar para casa no início da manhã, não encontrou o filho. Ele diz ter sido informado do caso por volta das 11h, quando o hospital entrou em contato.

"Fiquei preocupado. Tem gente falando que ele estava 'surfando' em cima do ônibus. Não posso afirmar isso. Não se tem alguma testemunha, mas não é do perfil dele fazer uma coisa dessas", explica o músico.

Ele afirma que o jovem também é músico e tinha iniciado um tratamento contra depressão e ansiedade há cerca de 20 dias. "Ele estava tomando antidepressivo. Talvez possa ter tido alguma crise, mas não sei", diz.

Testemunhas relataram à Polícia Militar (PM) que o rapaz ficou ferido enquanto "surfava" no veículo. Como não houve vandalismo e representação criminal, a Polícia Civil informou que não vai investigar o caso.

Imagens de câmeras de segurança mostram que a viagem com o homem em cima do coletivo começou na noite de segunda-feira (27) e durou mais de mais de 7 horas.

Fonte: G1 Paraná

Farmácia Maracás.jpg
Publicidade
ORQ_1001288_Polo_EAD_Maracas_Banner_Blog