'Javalis Selvagens' da Tailândia visitam templo para agradecer recuperação

19.07.2018

Meninos e técnico de futebol deixaram o hospital na quarta (18) e passaram a 1ª noite em casa após ficarem presos em caverna. Grupo homenageou o mergulhador que morreu durante as operações de resgate.

 

Na quarta-feira (18), os meninos, que têm entre 11 e 16 anos, e o técnico, de 25, tiveram alta e, logo em seguida, participaram de uma entrevista coletiva em que relataram o medo e fome que passaram durante o período em que ficaram na caverna Tham Luang.

 

Eles relataram que chegaram a cavar “três ou quatro metros” em busca de uma saída e sobreviveram bebendo a água que escorria pelas paredes da caverna.

 

O mais novo do grupo contou que não tinha força física e que tentava não pensar em comida para não sentir mais fome do que já sentia. Segundo os médicos, os garotos perderam em média 2 kg no período em que ficaram presos e recuperaram no hospital uma média de 3 kg cada um.

 

Os jovens também descreveram como "milagroso" o momento em que foram encontrados pelos mergulhadores britânicos após nove dias de isolamento. A operação de resgate, que envolveu mais de mil pessoas, durou três dias.

 

Os meninos disseram que perderam a noção do tempo dentro da caverna e que, por isso, perguntaram aos mergulhadores há quanto tempo estavam ali.
 Javalis Selvagens' da Tailândia visitam templo para agradecer recuperação

Meninos e técnico de futebol deixaram o hospital na quarta (18) e passaram a 1ª noite em casa após ficarem presos em caverna. Grupo homenageou o mergulhador que morreu durante as operações de resgate.

 

Fonte: Globo.com

Please reload