Eventual falência da Oi pode deixar duas mil cidades sem telefone e internet


A Oi pode deixar de existir e mais de duas mil cidades brasileiras podem ficar sem internet e telefonia. A eventual decretação de falência da operadora já é motivo de preocupação, 2.051 municípios são antedidos pela Oi, em muitas cidades a empresa é a única operadora ou a principal. Os dados são do Governo Federal, obtidos pelo jornal O Globo.

Em muitos locais a infraestrutura da empresa é utilizado por outras operadoras, atualmente 46 milhões de linhas de celulares estão ativas, 14 milhões fixas, e 5 milhões de pontos de acesso a internet.

Os problemas na Oi começaram em 2010, isso após a aquisição da Brasil Telecom e consequentemente suas dívidas, quatro anos depois a Portugal Telecom foi adquirida pelo grupo e mais problemas se acumularam, o rombo tem tamanho de R$ 64 bilhões, o maior do Brasil.


Em 2016 a operadora entrou na justiça com um pedido de recuperação judicial, onde poderá negociar uma forma de pagamento com seus credores, com ajuda da justiça. Porém a operadora e o governo não chegaram a um divisor comum, e a Advocacia Geral da União – AGU e a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) interfiram no caso.

Nesta segunda-feira (23), os credores analisaram a proposta, a nova convocação está marcada para 27 de novembro, se nessa data as partes não se entenderem, a Oi terá falência decretada.

Farmácia Maracás.jpg
Publicidade
ORQ_1001288_Polo_EAD_Maracas_Banner_Blog