Vale do Jiquiriçá na Presidência da Adimcba do Estado da Bahia


Em encontro realizado em Feira de Santana, os gestores municipais de cultura elegeram os representantes territoriais e dentre eles o corpo diretivo, perfazendo 15 membros de territórios distintos da Bahia

Realizado pela Secretaria de Cultura da Bahia – Secult, nos dias 25 e 26 de julho, no Centro de Cultura Amélio Amorim, o IV Encontro de Gestão Políticas Culturais conseguiu reunir um público superior a 700 pessoas, das quais 593 inscritas, ligadas diretamente a seis instâncias de representação do fazer cultural no estado: a Associação de Dirigentes Municipais de Cultura – Adimcba, o Fórum de Cultura da Bahia, o Fórum de Conselhos Municipais de Cultura, o Fórum de Legisladores Culturais, o Fórum de Gestores Sociais da Cultura da Bahia, ao Fórum de Espaços Culturais da Bahia e a Comissão Estadual de Pontos de Cultura.

Em reuniões temáticas, cada uma dessas bandeiras debateu temas mais intimamente ligados à sua área de abrangência, mas todos sob a mesma tônica: a cultura da Bahia. Em mesas redondas, relatos de experiências, debates, apresentação das ações da Secult e cartas abertas, a preocupação com os rumos da gestão de da política na cultura baiana.

No que toca à gestão cultural no Vale do Jiquiriçá e demais territórios, o encontro possibilitou a representatividade territorial, através da eleição para composição dos novos membros da Diretoria e do Conselho Fiscal da Adimcba, entidade que agrega os gestores em nível estadual.

O território já havia indicado com antecedência, numa reunião na cidade de Itaquara, o nome do Dirigente de Cultura de Maracás, Edmar Vieira, para ser o representante no Conselho Territorial da Adimcba. Em Feira de Santana após formação dos membros indicados por cada território, aconteceu a eleição, onde foi eleito Edmar Vieira para cargo de presidente da entidade cultural. Isso representa uma força para o território, que já conta com outras agremiações de respaldo no campo das políticas públicas, como é o caso do Convale (antigo Mercovale) e do Educavale.

“Assumir a presidência de uma entidade estadual que têm feito uma importante articulação entre os municípios é pra mim motivo de honra e assumo esse compromisso perante os gestores do Vale”, disse Edmar, que pretende converter a Adimcba em um consórcio público, ou, através dela, auxiliar os territórios na criação de consórcios territoriais. “As associações estão diretamente à sociedade civil. Já os consórcios são públicos, portanto mais indicados para a ação dos gestores culturais”, explica.

Neste primeiro momento, será feita uma nova reunião para levantamento situacional da Adimcba e posse dos novos membros. Em seguida, será realizada uma reunião com o Presidente da UPB e com o Secretário de Cultura do Estado. Em novembro, a entidade estará apoiando a realização do XII Encontro do Fórum de Cultura da Bahia, que será no Território de identidade Velho Chico na cidade de Bom Jesus da Lapa. Um evento preparatório para o XII encontro do Fórum de Cultura da Bahia está agendado para o Vale do Jiquiriçá na cidade de Lafaiete Coutinho, para o dia 27 de agosto.

fonte: Criativa Online

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png