Cunha pergunta a Temer se ele sabia de propina a Moreira Franco no FI-FGTS


O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, perguntou ao presidente Michel Temer se ele sabia do pagamento de propina ao ministro Moreira Franco (Secretaria-Geral), quando este ainda era vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa - entre 2007 e 2010. De acordo com o Estadão, o questionamento consta entre as 22 perguntas encaminhadas ao presidente na última terça-feira (4). Cunha arrolou Temer como testemunha de defesa em ação que apura possíveis irregularidades no fundo. Logo no início da "sabatina", Cunha questiona Temer sobre a nomeação de Moreira Franco para a Caixa: "O senhor era o presidente do PMDB à época? Quando foi isso?". Em outro momento, Cunha cita o delator Benedicto Junior, o 'BJ', da Odebrecht, perguntando se Temer sabia de vantagens indevidas pagas a Moreira Franco por 'BJ' para liberação de financiamento do FI-FGTS à Odebrecht Transportes. Cunha também questiona se o presidente sabia de propina paga ao mesmo Moreira Franco, desta vez paraliberação do FI-FGTS em qualquer projeto, incluindo o Porto Maravilha. Eduardo Cunha foi preso no âmbito da Operação Lava Jato em outubro de 2016 e foi condenado pelo juiz Sergio MOro a 15 anos e quatro meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A assessoria de Michel Temer informou que as perguntas de Cunha ainda não haviam chegado ao conhecimento do presidente. BN

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png