Cuidado Com o Overtraining treino excessivo e inadequado



Treinar de maneira exaustiva e pesada: essa prática pode levar ao Overtraining, termo utilizado para o excesso de treinamento ou quando o atleta treina de forma inadequada, com altos volumes de exercícios, sem respeitar o período de intervalo ou tempo de recuperação. Quem explica a questão é o professor da Companhia Athletica Curitiba, Marcelo José Kamiansky. “O quadro do Overtraining pode ser agravado quando aliado a uma dieta inadequada, estresse e excesso de competições. Ele é caracterizado principalmente pela queda de rendimento e condicionamento físico”, comenta.


O professor afirma que o processo é perigoso devido às suas consequências. “O Overtraining pode gerar problemas tanto de ordem muscular, articular, no sistema imunológico e até mesmo psicológico das pessoas”, conta e complementa: “Além de lesões musculares e articulares, a pessoa que está com o quadro de Overtraining pode apresentar sintomas como insônia, perda de apetite e peso, cansaço, irritabilidade, agressividade, resfriados constantes, dores de cabeça, impedimento do crescimento muscular, disfunções hormonais, ansiedade e depressão.”

Kamiansky salienta que para não deixar acontecer o Overtraining, o atleta deve ter um bom planejamento na hora de treinar. “Um bom planejamento em relação ao volume, intensidade, pausa para recuperação dos treinos e uma alimentação saudável e bem balanceada ajudam a evitar o surgimento do Overtraining. Mas, caso chegue nesse estado, a regra é clara: o melhor a ser feito é descansar”, ensina.


Fonte: Segs



.

vertical (1).png
Publicidade
vertical.png