20 dias de guerra: mais um ataque russo a prédio residencial de Kiev deixa dois mortos


No segundo dia consecutivo com ataques a prédios residenciais em Kiev, mais duas pessoas morreram após bombardeio russo, nesta terça-feira (15/3). De acordo com o serviço de emergência da Ucrânia, 46 pessoas tiveram de ser resgatadas.


“Às 9h50 foi localizado um incêndio num edifício residencial de 16 andares, ocorrido em 15 de março, como resultado de um bombardeio no distrito de Svyatoshinsky”, informou o Serviço de Emergência da Ucrânia, em comunicado no Facebook. Pelo menos duas explosões foram registradas em Kiev neste 20º dia de invasão russa.

Na segunda-feira (14/3), uma pessoa morreu e três foram hospitalizadas depois que um bombardeio russo atingiu prédio residencial em Kiev. No mesmo dia, sirenes antiataques foram acionadas em Kiev, capital e coração do poder na Ucrânia, e em Lviv, uma das maiores cidades do país.


Neste dia de intenso bombardeio na Ucrânia, uma torre de TV foi alvejada em Rivne. Segundo as autoridades, 19 pessoas morreram.


20 dias de guerra

Nesta terça-feira (15/3), a invasão russa completa 20 dias. São quase três semanas de medo, traumas, riscos infinitos, prejuízos financeiros e uma grande instabilidade internacional. Os ucranianos são, sem dúvidas, os mais atingidos. Mas a guerra já deixa marcas indeléveis no mundo.

Também nesta terça-feira, russos e ucranianos voltam a conversar, numa tentativa negociar o cessar-fogo. Todas as outras reuniões fracassaram.

Os presidentes Vladimir Putin, da Rússia, e Volodymyr Zelensky, da Ucrânia, travam, além do embate militar, uma guerra de narrativas, com graves acusações.


Informações /Metrópoles


vertical (1).png
Publicidade
vertical.png