Buscar
  • Jornal da Cidade

Menino deixa cão em associação porque o pai maltratava o animal


Deixar o animal de estimação numa associação não terá sido uma decisão fácil para Andrés. O menino, de 12 anos, fê-lo, no entanto, para impedir que o pai continuasse a maltratrá-lo e o vendesse.

No passado dia 13 de fevereiro, Andrés abandonou o seu cão de raça pitbull junto a um refúgio, no México. Juntamente com o animal, que colocou dentro de uma caixa, o menino deixou um pelúcia e uma a carta a explicar o porquê daquele ato.

“Chamo-me Andrés e tenho 12 anos. Eu e a minha mãe decidimos deixá-lo nas vossas mãos porque o meu pai planejava vendê-lo. Ele maltrata-o e dá-lhe pontapés”, escreveu o menino na carta. “O pelúcia é para que não se esqueça de mim”, acrescentou.

Desesperado, Andrés preferiu entregar o animal para adoção, impedindo assim que este continuasse a sofrer às mãos do pai.

Notícias ao Minuto

49 visualizações

© 2020 Todos os Direitos Reservados

 Por Josi Machado e Allan Lago