Buscar
  • Jornal da Cidade

Com mais de 370 pessoas desalojadas, Lauro de Freitas entra em situação de emergência


A prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), decidiu decretar situação de emergência por 90 dias no município. A decisão foi tomada na tarde desse sábado (11) após reunião com a Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado (Sudec). O órgão contabiliza mais de 370 pessoas desalojadas na cidade, 300 apenas em Portão, bairro mais atingido.

Segundo informações da gestão municipal, a entidade registrou 206 milímetros de chuva de quinta (9) a sábado. Em Portão, o registro foi de 127 milímetros nesse mesmo período.

Considerando ainda a maré alta, o resultado foi o transbordamento dos rios, que culminou na inundação das casas. “A cidade está no nível do mar, quando chove e a maré represa as águas, os rios transbordam e geram todo esse transtorno para as populações próximas”, justifica a prefeita Moema.

Ela acrescenta que parte dessas pessoas já foi adicionada no programa de bolsa-aluguel do município, mas, por enquanto, todos foram abrigados em escolas e templos religiosos.

Outros danos provocados pelas chuvas foram as quedas de pelo menos cinco árvores, quedas de muros, deslizamentos de terra, alagamentos de vias e destelhamento de casas. A Defesa Civil recebeu mais de 250 chamadas, o que congestionou os telefones do órgão.

Eles contaram com o apoio das centrais de videomonitoramento e do Centro Integrado de Mobilidade Urbana (CIMU) para identificar alagamentos e outras situações de risco. Um grupo de jipeiros também foi acionado na tarde de ontem para auxiliar na locomoção de pessoas que ficaram ilhadas.

Informações / Bahia Notícias

4 visualizações

© 2020 Todos os Direitos Reservados

 Por Josi Machado e Allan Lago