Buscar
  • Jornal da Cidade

'O Sétimo Guardião' é alvo de novo processo; escritora pede suspensão de exibição


Além dos problemas iniciais em “O Sétimo Guardião” entre o autor Aguinaldo Silva e estudantes de sua oficina de roteiristas e dos conflitos internos entre atores e atrizes nos bastidores, uma nova dor de cabeça surge para a equipe da trama das 21h da Globo. Uma escritora carioca entrou com um processo que acusa o folhetim de ter plagiado trechos de seu livro lançado em 2015 e pede a suspensão da exibição da atração.

Segundo o colunista Ricardo Feltrin, do UOL, entre os pontos elencados no documento levado à Justiça, consta, por exemplo, elementos como fonte mágica, guardiões protagonistas, animais que conversam com humanos através do olhar, enigmas presentes em livros, locais com características naturais semelhantes, entre outros.

O livro é da escritora Barbara da Cunha Coelho Rastelli, tem como título "As Muralhas da Vida Eterna: Uma Metáfora Sobre o Tempo" e possui 405 páginas. A profissional chegou a enviar a obra em 2016 para a Rede Globo e guardou o comprovante de envio, que posteriormente integrou a ação.

Rastelli pede no documento, além da suspensão da novela, uma perícia que fará um levantamento comparativo entre a trama e seu livro, uma análise dos lucros alcançados pela Globo para futuras indenizações e de início pede danos morais no valor de R$ 150 mil.

Ainda de acordo com Feltrin, a Globo e o autor Aguinaldo Silva foram procurados pela redação do UOL para comentarem sobre o caso, mas até então, nenhum deles resolveram se pronunciar.

Informações / UOL

23 visualizações

© 2020 Todos os Direitos Reservados

 Por Josi Machado e Allan Lago