Buscar
  • Jornal da Cidade

Bahia: Estudantes criam dispositivo que detecta doenças através do sopro


Naturais de Feira de Santana, na Bahia, as estudantes Júlia Nascimento e Natália Nascimento criaram um dispositivo eletrônico capaz de identificar pelo menos 15 doenças diferentes.

O diferencial do dispositivo é que não são necessários métodos invasivos para a identificação, basta um sopro.

Júlia, que é graduanda em Biotecnologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), conta que o equipamento é semelhante ao bafômetro. A diferença é que, ao invés de detectar álcool, o dispositivo identifica doenças como tuberculose, pneumonia e até câncer.

Ela completa que o equipamento funciona como um “teste rápido”, que pode ser usado para acelerar os atendimentos em consultórios médicos.

Natália Nascimento, que é doutoranda em Computação pela PUC-Rio e irmã de Júlia, também ajudou no desenvolvimento do dispositivo, que foi batizado de Orientamed.

Informações / Razões para Acreditar

6 visualizações

© 2020 Todos os Direitos Reservados

 Por Josi Machado e Allan Lago