Buscar
  • Jornal Cidade

Canadá legaliza a Cannabis Sativa para uso recreativo



O Canadá legalizou a partir desta quarta-feira, 17, o uso recreativo da Cannabis Sativa (maconha). Pela lei, os canadenses podem comprar e cultivar. A discussão se estende no país há dois anos e integrou a plataforma de campanha eleitoral do primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, em 2015.

Desde 2001, o uso da maconha era autorizado para fins medicinais. O Senado do Canadá aprovou a legalização do uso recreativo da maconha em junho.

Pelas normas, os canadenses precisam ter 18 anos para comprar maconha. Porém, há províncias que elevaram a exigência da idade para 21 anos, como Quebec. Não é autorizado fumar em locais públicos.

É permitido o porte de até 30 gramas por pessoa e o cultivo de quatro plantas em casa. Em algumas províncias, há limites para o lucro, como Newfoundland, que fixou em 8% o total.

O Canadá se tornou o segundo país do mundo a legalizar o uso da maconha para fins recreativos, depois do Uruguai, que adotou a medida em 2013.

A medida é uma vitória política do primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, que prometeu legalizar a maconha na campanha de 2015 para coibir a atividade do crime organizado e regulamentar produção, distribuição e consumo de um produto consumido por milhões ilegalmente

O combate as drogas tem resultado em muitas mortes, com a legalização, é tirado o poder do tráfico, sendo assim, haverá um número menor de incidentes, principalmente a morte de jovens e inocentes corrompidos pelo tráfico. O crime organizado está cada vez mais organizado. Esta ação só foi levada a sério porque os números apontavam que o combate as drogas não funciona há 20 anos no país.

Uso e abuso de drogas é problema de saúde mental, por isso já é previsto o acompanhamento desse uso recreativo através dos programas de saúde do Canadá.


0 visualização